Por quê precisamos de uma rede de garantia de direitos para a população 60+?

“O idoso ainda é invisível”. “É preciso modificar a tolerância em relação à situação da pessoa idosa”. “Falta um espaço para acolhimento da pessoa idosa vítima de violência”. “Por falta de segurança, idosos deixam de frequentar a EJA”. Essas são algumas frases ditas durante o 1º Encontro da Rede de Direitos promovido pelo projeto Caleidoscópio 60+ na tarde de terça-feira, 10 de março.


A reunião aconteceu na sede da PBH e contou com a participação de representantes da assistência social, saúde e educação do município e também da Polícia Civil e do Instituto Anima. “Muita alegria e satisfação de ver nascer essa rede”, comentou Renata Martins Costa Moura, Diretora de Políticas para a Pessoa Idosa de BH.


A importância da intersetorialidade no atendimento à pessoa acima dos 60 anos foi destacado pela Dra. Cristiana Ceotto Cançado, médica geriatra da Secretaria Municipal de Saúde. Renata explicou que recentemente a Prefeitura de Belo Horizonte aderiu ao programa Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa, o que reforça o momento estratégico de construção da rede de direitos proposta pelo CeMAIS.


“Essa é uma iniciativa importante e pertinente”, reforçou a delegada da Polícia Civil Isabella Franca Oliveira que compartilhou um pouco da experiência no atendimento às pessoas idosas vítimas de violências que chegam a sua delegacia. A violência foi escolhida como pauta do próximo encontro, agendado para 16 de abril, quando será apresentado para a rede o novo protocolo do disque 100, com foco para o atendimento das denúncias de violência contra pessoas idosas.


Outros encaminhamentos importantes foram apontados, como a importância da construção de fluxos, materiais e campanhas informativas e a articulação de cada vez mais atores na busca da garantia dos direitos para além do combate à violência, como o acesso à educação, esporte e lazer e a questão da mobilidade urbana, entre outros.


Caleidoscópio 60+


O novo projeto do CeMAIS, Caleidoscópio 60+ busca potencializar a política municipal da pessoa idosa de Belo Horizonte, promovendo a articulação dos agentes da rede de direitos e atendimento à população 60+, o apoio ao trabalho do Conselho Municipal da Pessoa Idosa de Belo Horizonte (CMI-BH) e o empoderamento dessa fatia da sociedade sobre seus direitos. O projeto é financiado com recursos do Fundo Municipal da Pessoa Idosa de Belo Horizonte (FUMID-BH) e conta com os patrocinadores: Cemig, Itaú, Vale, BB Consórcios, VLI e Pottencial Seguradora.

50 visualizações
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco

© 2020 CeMAIS |  Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Agência Ápice  | CNPJ : 08.415.255/0001-27