Criatividade para combater a pandemia

Atualizado: Abr 30

Em Belo Horizonte, já passamos de 30 dias desde o início do isolamento social para enfrentamento da Covid-19. Desde então, mudanças na rotina da cidade foram implementadas e sentidas por toda a população.


Nas Instituições de Longa Permanência para Idosos de Belo Horizonte, a primeira mudança foi a suspensão das visitas, alterando significativamente a rotina de residentes e colaboradores. Pensando nisso, foi preciso buscar alternativas para reinventar atividades e minimizar os efeitos da ociosidade entre os idosos.


Com muita criatividade, profissionais que atuam na linha de frente do cuidado aos idosos, propuseram em encontro online no dia 22 de abril de 2020, um “varal de ideias” onde cada organização contribuiu com a sua “peça” para a realização de atividades lúdicas dentro das instituições. Natália Ferri, representante da Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania, SMASAC/PBH, deu voz aos desafios enfrentados pelos trabalhadores das ILPIs no contexto de isolamento social.


Destacou que todo o esforço das equipes é no sentido de acalmar os ânimos, e diminuir possibilidades de estresse entre os acolhidos e profissionais que estão na ponta. Natália lembrou que devido à suspensão de ações coletivas é preciso criar oportunidades e reinventar práticas cotidianas, para que essas mesmas ações não se percam e possam ser retomadas em um outro momento.


Isolamento social não pode significar abandono. No contexto do acolhimento essa sensação pode estar presente. Que o isolamento que hoje nos é imposto, com limitações ainda maiores de convivência, não seja traduzido de forma exacerbada para o idoso. Que não se perca o vínculo, principalmente na falta do contato físico.” Natália Ferri


Manter um canal de comunicação aberto e uma rotina de atividades junto aos usuários, além de adaptar as atividades que antes eram realizadas em ambientes externos, respeitando a estrutura física de cada organização também são ações importantes. Essas são Boas Práticas para serem adotadas de forma individual ou coletiva, observando as distâncias de segurança recomendadas órgãos de saúde.


Veja o Varal de Ideias construído pelas ILPIs.


Confira apresentação da SMASAC/PBH para os técnicos das ILPIs.


O Rede 3i é um projeto aprovado pelo Fundo Municipal do Idoso de Belo Horizonte que conta com o incentivo da VLI Logística, BB Consórcios, Raízen, Pottencial Seguradora, Vale, Pitágoras, Cemig, Instituto Lojas Renner, Gerdau e Vilma Alimentos.

0 visualização