NOTÍCIAS

Como se proteger de golpes financeiros em meios digitais

Na tarde da quinta-feira, 25 de março, o projeto do CeMAIS, Caleidoscópio 60+ Nossos Direitos promoveu mais uma edição do Conexão Boas Práticas 60+. O encontro virtual deste mês teve como tema “Como se proteger de golpes financeiros em meios digitais” e contou com a apresentação do professor Mussa Vieira, que é mestre em Ciências Econômicas, professor na Universidade UNA e educador financeiro no Instituto Ânima.


O encontro foi gravado e está disponível na íntegra no canal do CeMAIS no YouTube:


Juliane Tolentino, da equipe do Caleidoscópio 60+, deu as boas-vindas a todas as pessoas presentes e apresentou o projeto, que conta com o investimento do Fundo Municipal do Idoso de Belo Horizonte e destinação de: Cemig, Itaú, Vale, Banco do Brasil, VLI, Pottencial Seguradora e Gerdau. Ela ainda fez alguns combinados para o bom funcionamento da atividade e convidou a visitarem o site do projeto: nossosdireitos.org.br


Mussa Vieira iniciou sua fala contando que é de Guiné Bissau e está há 14 anos no Brasil. Ele explicou que objetivo da conversa era aprender a evitar um descuido que pode levar a um golpe financeiro. Mussa listou situações que podemos ser pedidos para inserir nossos dados e que podem nos deixar vulneráveis, pois têm brechas que precisamos ficar atentos.


A pandemia de Covid-19, segundo ele, aumentou os golpes financeiros por meios virtuais. Em 2020, um total de 2 em cada 10 brasileiros foi vítima de um golpe desses. Afinal, cresceu o uso das mídias digitais para o comércio e também para troca de informações, facilitando para o golpista.


Uma dica oferecida pelo mestre Mussa foi, na dúvida se um determinado link é confiável, pergunte a um parente que tem mais facilidade com os meios digitais sobre se você deve confiar ou não.


Segundo ele, os golpistas se aproveitam da esperança e boa vontade das pessoas em quitar dívidas e também da atração por promoções para a compra de bens ou produtos por um preço imperdível. Nesse sentido, informou que é preciso ficar atento a promoções com muitos benefícios, pois costumam ser falsas. Normalmente, são ofertas extremamente atrativas dos produtos mais buscados. Ele indicou entrar em sites como o zoom.com.br, que reúne apenas promoções de sites confiáveis, ou o reclameaqui.com.br, que reúne avaliações de consumidores, especialmente negativas, de empresas brasileiras.


Ele contou que a clonagem de cartão de crédito está entre os crimes mais comuns e pode acontecer tanto quando você disponibiliza o código de segurança ou quando compartilha por What’sApp fotos do seu cartão com familiares. Para evitar a clonagem por sites de ecommerce que não são confiáveis, ele sugeriu dar a preferência pelo pagamento com boleto. Também alertou para ficar atento com extravio de cartão e que bancos nunca solicitam que uma pessoa vá até a sua casa pegar um cartão.


Mussa ainda alertou que o banco nunca liga para um cliente para pedir senha e que não devemos sair pagando todos os boletos que recebemos. Muitos são falsos e por isso é importante verificar todas as informações antes de fazer o pagamento.


Ainda sobre What’sApp, ele ensinou a sempre desconectar o aplicativo web quando sair do computador. Também indicou que é preciso ficar alerta com as mensagens promocionais e links de atualização de cadastro enviados por What’sApp.


Mussa ensinou que, em caso de cair em um golpe financeiro, é importante realizar as seguintes ações:

  • Entrar em contato com o banco;

  • Cancelar seus cartões;

  • Registrar um boletim de ocorrência;

  • Registrar o caso no Procon;

  • Acionar a Justiça.

Natália Moreira, assessora jurídica do CeMAIS, complementou com uma dica também valiosa, de sempre tirar o extrato total da conta para verificar se está correto e, em caso de desconto indevido em sua conta, buscar auxílio jurídico. Mussa completou dizendo ser importante mesmo que em um caderno, fazer o controle financeiro dos gastos, pois assim rapidamente sentirá falta de algum valor desviado.


As pessoas presentes trouxeram suas dúvidas que foram respondidas prontamente pelo professor.

8 visualizações0 comentário