NOTÍCIAS

Contagem recebe projeto com foco no fortalecimento da política de atendimento à pessoa idosa

O projeto Caleidoscópio 60+ Contagem irá atuar por 12 meses no município, realizando ações em busca do fortalecimento da rede e do fomento às boas práticas na atenção e cuidado com as pessoas 60+.


Fotos: João Pedro Alcântara/PMC


Será realizado um mapeamento da rede de serviços atualmente disponíveis e uma pesquisa-diagnóstico sobre as condições dos idosos frágeis em cuidado domiciliar. Também serão oferecidas capacitações sobre gestão e cuidado para organizações e profissionais ligados à assistência social, além da produção e compartilhamento de informações sobre a garantia de direitos e o cuidado com as pessoas idosas.


O projeto foi aprovado pelo Conselho Municipal do Idoso de Contagem e conta com a destinação de impostos da CEMIG e do Banco ITAÚ. Orientam a execução do plano de ação o Programa Nacional de Direitos Humanos, a Política Nacional do Idoso, a Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa e o Estatuto do Idoso.


As atividades iniciaram em 1º de junho de 2022, com a participação no 1º Fórum Municipal de Políticas Públicas para a Pessoa Idosa, executado pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, no auditório da UNA, em Contagem. O encontro possibilitou o contato com importantes atores da saúde, cuidado e proteção social do município e deixou valioso sentimento de acolhida em toda a equipe do CeMAIS.

“Estamos muito felizes em estender para Contagem nosso trabalho para o fortalecimento das redes e políticas de atendimento à pessoa idosa”, comentou Aline Seoane, diretora-executiva do CeMAIS e coordenadora do projeto. “Este é o nosso primeiro projeto em Contagem e chegamos com nossa vasta experiência na execução de iniciativas ligadas ao público idoso e muita vontade de realizar mais um projeto de sucesso”, explicou Aline.

Dentre os projetos já executados pelo CeMAIS na pauta da pessoa idosa está o Caleidoscópio 60+ Nossos Direitos, que disseminou conhecimento acerca da garantia de direitos da pessoa idosa por toda Belo Horizonte, e o Caleidoscópio 60+ Monitoramento de Projetos, que acompanhou a realização de projetos executados por meio do Fundo Municipal do Idoso de Belo Horizonte – FUMID BH. Além destes, o Rede 3i, que visa o fortalecimento da gestão das Instituições de Longa Permanência para Idosos em Belo Horizonte, está em execução desde 2015.


Entendendo a importância do trabalho articulado e em rede, o CeMAIS participa de forma atuante no Conselho Municipal do Idoso de BH, na Frente Nacional de Fortalecimento dos Conselhos, na Frente Nacional de Fortalecimento das ILPIs e na Rede de Apoio à Pessoa Idosa (RAPI), que atua em todo o Estado.


Estamos envelhecendo

O crescimento da população idosa é uma realidade, tornando ainda mais evidente as necessidades e fragilidades das políticas para esse público. Muitos idosos se encontram em situação de risco e vulnerabilidades sociais, como riscos de quedas, doenças, hospitalizações e até óbito. Esse cenário expõe a pessoa idosa a violações de direitos, dentre elas a violência física, psicológica, negligência, entre outras. Sendo assim, o projeto do CeMAIS busca contribuir para promover a garantia de direitos e a qualidade de vida das pessoas idosas, por meio do fortalecimento das organizações da sociedade civil que atuam com esse público.



Para contatos relacionados ao projeto:


Pâmella Noronha

(31) 98547-5665

pamella.noronha@cemais.org.br


9 visualizações0 comentário