• 02 FEV 17
    • 0
    Projeto SerMAIS

    Projeto SerMAIS

    Fruto de uma parceria entre CeMAIS, Servas e Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), o projeto SERMAIS começou em 2015 com o propósito de levar mais qualidade de vida para as pessoas residentes nos ILPIs de Belo Horizonte. Desde então, muitos são os avanços registrados.

    A primeira ação realizada foi um diagnóstico das 28 ILPIs da capital. Em seguida, os gestores destas organizações participaram da Jornada do Conhecimento Compartilhado (JCC), que é um curso com metodologia criada pelo CeMAIS para o desenvolvimento institucional de organizações do terceiro setor.

    Após a realização da JCC, o procurador de Justiça do Centro de Apoio Operacional do Idoso e Deficientes do MPMG, Dr. Bertoldo Mateus de Oliveira Filho, tem visitado cada uma das ILPIs com o intuito de conhecer a realidade e entender melhor o funcionamento cada organização. Um dos resultados mais comemorados dessas visitas é o maior envolvimento do procurador de Justiça com a causa das Instituições de Longa Permanência de Idosos.

    Outras ações que estão sendo realizadas pelo Projeto SERMAIS são:

    · Busca doações a partir das necessidades mapeadas durante a JCC;

    · Mobilização e articulação de voluntários e outros parceiros para ações nas ILPIs, Incentivo as ILPIs a elaborarem projetos para captação de recursos;

    · Café com a Diretoria das ILPIs, quando diretores e presidentes das instituições se encontram para troca de experiências e participação de palestras e cursos.

    Resultados

    • 28 instituições capacitadas por meio da Jornada de Conhecimento Compartilhado;

    • 1132 pessoas atendidas indiretamente;

    • Assessoria na elaboracão de projetos para FUNEMP (melhorias estruturais);

    • Assessoria jurídica e de projetos;

    • 5 cafés com diretoria realizados com 139 participações;

    • Construção de carta coletiva aos candidatos a PBH;

    • Articulação com o Ministério Público para resolver a situaçao das curatelas nas ILPIS;

    • Maior aproximação das instituições com o Conselho do Idoso

    Deixe seu comentário →